Páginas

sábado, 6 de janeiro de 2018

HUGtto! Precure - Informações Preliminares


Foram divulgadas informações da nova série Precure. Abaixo segue uma compilação e impressões pessoais.



"Podemos fazer qualquer coisa! Podemos nos tornar o que quisermos! Abraçando o Futuro Brilhante!"

Esta frase é a premissa para a nova série. A imagem das Heróinas desta vez é a da Mulher que tem Bondade para criar os filhos e Coragem para protegê-los quando for necessário. Ou seja, a imagem da Mãe. Por isso o "Hug" do título, que significaria literalmente "abraçar" em inglês. E nesse caso também seria o ato de segurar uma criança no colo.

Mas é claro que elas não serão mães de verdade, e cuidarão de uma misteriosa bebê, chamada Hagu-tan, que cai do céu junto com o mascote Harriham Harry em cima da protagonista Hana Nono. Os dois estão fugindo de uma organização do mal, a Empresa Cry Us que procura por artefatos chamados Mirai Crystals e para isso usam monstros. Esses cristais são formados pelo Asu Powewer, a força que constrói o amanhã do mundo.

Para proteger Hagu-tan e o futuro de todos, Hana consegue os poderes Precure e passa a lutar contra essa ameaça.

A série foi feita para comemorar os 15 anos da franquia e por isso combina elementos de várias séries. Porém a contagem de anos é bastante controversa e considera o ano de estréia da primeira série Futari wa Precure (2004) como o "Ano 1" ao invés de um "Ano 0" como foi considerado em Happiness Charge! (2014) que seria o comemorativo dos 10 anos da franquia. Seguindo esse raciocínio, o 15º ano seria em 2019. Porém a Toei decidiu instituir 2018 como comemorativo.


Personagens


Hana Nono/Cure Yell
"A Torcida para todos! A Precure do Ânimo! Cure Yell!"

Estudante do 2º Ano ginasial que se transferiu recentemente. Tem certo complexo por ser baixinha e um tanto infantil e por isso sonha em ser uma "adulta descolada". Sempre tem algo que atrai seu interesse e ela experimenta de tudo, mas sempre falha por ser muito desastrada. Por exemplo, no primeiro dia de aula, ela tenta fazer um "penteado legal", mas acaba cortando muito a franja. E, como é  de se esperar, acaba chegando atrasada. Movida pelo desejo de salvar a misteriosa bebê chamada Hagu-tan, ela se torna Cure Yell, a Precure do Ânimo.

Isso não foi anunciado no site oficial, mas em algumas reportagens é dito que ela gosta de pratos com ovos. Suas frases de efeito seriam "Viva! Viva! (alguma coisa)", como que para animar, e "Mechokku!". Ainda não se sabe o que essa última significa, mas a teoria mais difundida é que seria uma aglutinação da frase めっちゃショック!(Mettcha SHOCK, algo como "Tô muito chocada"). Nesse caso seria algo como "Tô muchocada!"?

O traje lembra o de uma garota de torcida, com partes transparentes nos antebraços e por cima da saia. Ela também aparece segurando pompons em algumas ilustrações promocionais. Seu nome Precure tem a palavra yell, que significaria "grito" em inglês, e teria um sentido genérico, mas no Japão é usada especificamente para torcer e animar. A descrição lembra um pouco a Haruka, de Go! Princess Precure, mas mais estabanada, ao chegar atrasada na escola como a Miyuki de Smile!. Seu nome, na ordem japonesa (sobrenome->nome) poderia ser traduzida como "flor do campo".

Hana será interpretada por Rie Hikisaka, que fez várias pontas em KiraKira☆Precure A La Mode. Ela descreve sua personagem como alguém que é bem fiel a seus sentimentos e consegue animar as pessoas não só com palavras, mas apenas com sua presença. Hikisaka também comenta que a cena de transformação é o grande ponto, bonitinha, mas elegante, capaz de mexer com o coração das meninas e que dá vontade de imitar.



Saaya Yakushiji/Cure Ange
"O Alento para todos! A Precure da Inteligência! Cure Ange!"

Saaya é a presidente do conselho estudantil da escola de Hana, angelical, e bondosa com todos. Sua mãe é atriz e Saaya também esteve no mundo artístico quando era pequena, obtendo bastante fama. Mas atualmente está em dúvida sobre o que quer realmente fazer. Ao desejar ter força para ajudar Hana, que luta como Precure, Saaya se torna Cure Ange, a Precure da Inteligência.

Desta vez a Cure de Azul segue um modelo mais tradicional: tranquila e inteligente. A roupa lembra a de uma enfermeira, o que faz sentido uma vez que no Japão elas têm  a alcunha de 白衣の天使 (Hakui no Tenshi, literalmente "Anjo de Jaleco"), condizente com sua personalidade prestativa. Existem partes transparentes nos ombros, lembrando véus.

Em Heartcatch Precure! figura uma Cure Ange, que teria sido a primeira de todas há quatrocentos anos (mais tarde em Doki Doki! surgem outras mais antigas, de dez mil anos atrás). Mas em japonês a escrita e até a pronúncia são diferentes. A Cure ancestral é a キュアアンジェ (pronuncia- se "kyua anje") enquanto Saaya é キュアアンジュ ("kyua anju"). Mas a romanização acaba se tornando a mesma, "Cure Ange". Mais uma das inconsistências da grafia japonesa.

Saaya será interpretada por Rina Hon'izumi, de carreira recente sendo que um de seus papéis foi como Viluy, uma das Witches 5 em Sailor Moon Crystal (3ª Temporada). Ela descreve Saaya como uma pessoa que normalmente é o "Anjo da Escola", mas que na hora da luta, mostra o porte e a força de uma guerreira. Alguém em que se pode se inspirar.


Homare Kagayaki/Cure Etoile
"O Brilho para todos! A Precure da Força! Cure Etoile!"

Colega de classe de Hana, com um jeito de adulta e muito elegante. É bastante tranquila. Ela era uma famosa patinadora no gelo, mas ao errar um salto, se afastou do esporte. E ao se encontrar com Hana, sentiu vontade de tentar mais uma vez. Nisso ela supera sua própria fraqueza, e se torna Cure Etoile, a Precure da Força.

Homare também tem algumas características anunciadas somente em reportagens. Ela gosta de sorvetes e coisas bonitinhas. Sua frase de efeito seria イケてんじゃん (iketenjan, algo como "Até que tá legal"). O jeito de falar, deduzindo por essa frase, e a elegância remetem a Kirara, de Go! Princess. Mas a história de vida é bem  diferente.

O traje lembra o de uma aeromoça. Altamente condizente, pois um dos requisitos para se ser uma é ter boa aparência, elegância e educação. Difícil imaginar como ela vai lutar usando a força, mas as equipes de produção sempre conseguem surpreender. Nas costas existe um manto com o formato de asas em tecido transparente.

A voz de Homare será feita pela renomada Yui Ogura, com um enorme currículo. Segundo Ogura, Homare é elegante e a inspiração de todos, mas tem seu lado frágil devido ao seu trauma do passado.




Hagu-tan

A misteriosa bebê que caiu do céu em cima de Hana, fugindo da Cry Us junto com Harry. Ela é capaz de sentir a Asu Powewer e quando essa força enfraquece, Hagu-tan também perde ânimo.

Um dos temas de HUGtto é "Amor Maternal" e por isso a presença de um bebê. Isso não é novidade e estava presente em Fresh!, Doki Doki! e mais recentemente em Maho Girls!, embora esse não fosse o tema principal de nenhuma dessas séries. Nas duas primeiras, esse tipo de personagem tinha poderes quase absolutos, servindo como uma solução conveniente em vários casos. Em Maho Girls!, a bebê cresceu e se tornou o membro adicional, a Cure Felice. Hagu-tan tem uma aparência bem humana e é possível que ela siga esse caminho. Mas nesse caso, o tema principal de "Amor Maternal" acabaria perdido...

Hagu-tan será interpretada por Konomi Tada, que conta que sempre quis fazer papel de bebê. Ela já diz que apesar de ser uma criança, Hagu-tan também mostrará coragem diante dos inimigos. Talvez isso seja uma pista para sua verdadeira identidade.



Harriham Harry

Hamster que fala no dialeto de Osaka e acompanha Hagu-tan. Deveria ser o instrutor das Precure, mas às vezes não dá para saber se ele tem vontade ou não de fazer as coisas. Consegue se transformar em um homem bonito.

O Mascote desta vez combina elementos de Tarte, de Fresh! (dialeto de Osaka) com Coco e Natts, de Yes! 5 (transformação em homem bonito). Um dos temas de HUGtto! é a "mãe que trabalha" e Harry é descrito como um "Ikumen", gíria que designa os homens que cuidam das crianças, que vem da junção do japonês 育児 (ikuji, "cuidar de crianças) e do inglês man ("homem") e deriva do termo Ikemen, como são chamados os "caras bonitos". Um reflexo dos tempos atuais, em que as tarefas da casa são divididas pelo casal. O personagem Joe Okada, de Doki Doki! também cuidava da bebê Ai-chan, assim como Tarte cuidava de Chiffon e aqui há mais um ponto em comum com as séries anteriores. Este é um personagem bastante promissor. Uma pena que ainda não foi revelada sua forma humana.

Harry será interpretado pela veterana Junko Noda, dubladora e cantora. Alguns de seus papéis foram como a Noh Men Rider em Shinryaku! Ika Musume e o mascote que lembra o Gato de Botas em um episódio de Smile Precure!. Ela já deixa avisado que Harry tem uma língua afiada e venenosa, mas que é no fundo é um homem bondoso que guia as Cures ora com gentileza, ora com severidade. Não se sabe ainda se Noda também interpretará a forma humana de Harry.


A composição do time remete a Go! Princess Precure, com uma "irmã mais nova estabanada" e duas "irmãs mais velhas mais desenvolvidas". Porém, como todos sabem, alguns times Precure podem ser parecidos, mas acabam sendo totalmente diferentes. Um desses diferenciais seria a tarefa de se cuidar de Hagu-tan, algo que estava ausente de Go! Princess e que em HUGtto! é o elemento principal.

A transformação segue um esquema semelhante ao de Maho Girls!, no qual elas assumem uma aparência mais adulta ao se tornarem Precure. E elas usam maquiagem, um elemento presente na Cure Ace de Doki Doki!, e em super formas como a Innocent em Happiness Charge!.

O inimigo desta vez é uma empresa, como em Yes! Precure 5. É difícil saber como pode ser romanizado, uma vez que pode vir de 暗い明日 (Kurai Asu, algo como "Amanhã Escuro"), o que é condizente com o tema, já que as Cures lutam para salvar o futuro. Por outro lado, "Cry Us" pode remeter à bebê, fazendo-a chorar (cry, em inglês). Ainda não foram divulgadas informações sobre os vilões, mas considerando a desenhista de personagens, tenho altas expectativas.


Itens Especiais/Brinquedos

O item de transformação é o Henshin Touchphone PreHeart, um telefone celular, que pode assumir a forma de um coração. Nele são inseridos os Mirai Crystals, os itens-chave da série. No pacote DX (Deluxe) estão incluídos os três cristais usados para a transformação, das mesmas cores-símbolo das Cures, um rosa, um azul e outro amarelo. Também existe na foto um cristal branco, que vem incluído na boneca da Hagu-tan e que (ao menos a princípio) só serve para "cuidar" da bebê. Essa boneca usa várias tecnologias usadas anteriormente,  como sensores de aproximação e quanto mais se brinca, ela vai desenvolvendo seu vocabulário

Mirai Crystals, os itens-chave da série.
Henshin Touchphone PreHeart, o item de transformação.
Boneca da Hagu-tan, com vários sensores e luzes.
Para brincar é necessário colocar um cristal na colher e aproximar da boca.

Outro brinquedo é o Precure Mirai Pad, no qual podem ser usados os Mirai Crystals, e permite que as Cures mudem de roupa, assumindo uma profissão. Esse pode ser um dos poderes das Heroinas dentro do desenho e lembra os PreCards de Happiness Charge!. Estarão disponíveis 18 profissões, cada uma com um mini-game temático adequado. Outros mini-games são de cuidar da Hagu-tan e foi anunciado que as Cures antecessoras irão aparecer, só que ainda não foi explicado como será isso.

Precure Mirai Pad. Uma junção de várias tecnologias dos brinquedos de até agora.



Equipe de Produção

Para a direção geral da série foi confirmada a presença de Junichi Sato, lenda do ramo que foi um dos responsáveis pela versão animada de Sailor Moon nos anos 1990 e das séries Ojamajo Doremi, dentre incontáveis outras. Ele também foi o descobridor de grandes talentos como os desenhistas Akira Inagami e Yoshihiko Umakoshi. E junto com Sato estará o renomado Akifumi Zako, veterano das séries Precure desde a primeira. Com esses dois grandes diretores no comando, já sinto firmeza.

O desenho de personagens foi feito por Toshie Kawamura, de Yes! Precure 5, sua sequência GoGo, e de Smile Precure! (que aqui se tornou Glitter FORCE). Kawamura é desenhista de currículo comprovado e chamada de "Deusa" pelos fãs da franquia. Seus trabalhos são belíssimos e ela sempre tenta colocar elementos novos em seus visuais. Neste caso foi o uso de material transparente nas indumentárias, que lembram profissões, outra grande premissa da série. Torço para que ela seja Diretora de Animação em  alguns capítulos.

A Composição da Série ficará a cargo de Fumi Tsubota, que cuidava das histórias de Yukari Kotozume/Cure Macaron em KiraKira Precure☆A La Mode e fez o roteiro do especial de cinema Precure Dream Stars. Tsubota conseguiu dar profundidade a Yukari/Macaron, mostrando suas fraquezas, o que se passava em  seu coração, quando ela poderia cair facilmente no estereótipo de "garota perfeita que resolve tudo". Tenho gostado de seu trabalho e a considero como a sucessora de uma de minhas roteiristas favoritas, Yoshimi Narita, veterana que escreve desde a primeira série e que deixou a franquia em Go! Princess.

A trilha sonora será feita por Yuki Hayashi, continuando seu trabalho da série anterior, KiraKira. Ele já havia deixado escapar no Twitter que estava trabalhando nisso, gravando as músicas nos brinquedos, mas apagou a mensagem logo  depois.

A abertura, We_can!! HUGtto! Precure, será cantada por Kanako Miyamoto, que fazia os encerramentos de KiraKira e participa da franquia desde Yes!5. Ela ainda fez o papel de Makoto Kenzaki/Cure Sword em Doki Doki!. O encerramento HUGtto! Mirai☆Dreamer será cantado pelas protagonistas.

De acordo com os produtores Kazusa Umeda e Keisuke Naitou, a proposta da série é retratar as Precure com  a imagem de uma "mãe que protege os filhos", forte, bondosa, heroica. Que além de cuidar da bebê Hagu-tan, ainda tem que lutar contra os vilões e com isso tendo dias bem atarefados. Ou seja, um retrato da Mulher de agora, que trabalha e cuida dos filhos. Outro objetivo é mostrar o lado condizente com a idade das protagonistas, com a busca por si mesmas, encarando os seus interiores e procurando que elas querem para o futuro. Os temas de "Amizade" e "Sonho", que são tradicionais na franquia, irão continuar. Elas também irão experimentar vários trabalhos e com isso aprender como é viver em sociedade. E como se trata de uma série comemorativa do 15º ano da franquia, haverá algo nesse sentido, mas não foram revelados detalhes.

No total, boto fé nessa nova série, com toda essa equipe altamente qualificada. A estréia no Japão será em 04/02/2018. E também já começo a sentir saudades do pessoal da KiraKira Patisserie, que participaram de uma série que teve várias experimentações e colocando mais ênfase nos personagens, e que me agradou muito. Mas não tem problema. Se tudo der certo, elas ficarão aqui comigo para sempre.

4 comentários:

  1. Interessante o conceito, o "Hug" acabou sendo de uma forma um pouco diferente do que eu imaginava hehe.
    Eu estava bem curioso de saber o motivo para o nome Cure "Yell", e agora deu para entender bem, é algo que combina perfeitamente com a ideia da líder de torcida, e realmente o visual dela tem elementos de líder de torcida. Acho que seria mais interessante se a transformação dela tivesse um visual um pouco mais adulto para passar uma imagem mais materna.
    Gostei como a maioria dos detalhes de motivos das transformações são bem discretas, como os pompons, os detalhes de asinhas, o chapeuzinho e o lenço de aeromoça. São pequenos detalhes, mas que fazem muita diferença.

    O lance dos bebês me lembrou direto Katekyo Hitman Reborn, mas já deu pra ver que a ideia é bem diferente hehehe. Acho que a série deve ter uma parte bem comédia com a Hagu-tan, pois se a Hana vai acolher a menina ela vai ter que dar alguma desculpa para a família sobre como ela tem um bebê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Ronin!

      Em Maho Girls! o conceito era "dar as mãos" para poder se transformar e por isso achei que ia ser algo nesse sentido, mas não foi exatamente isso. Parece que elas abraçam o item de transformação.

      Acho que a imagem da Yell é da jovem mãe, aquela que se casou cedo e está só começando. E também acho que é reflexo de sua idade mental, que pelo visto é menor que a das outras duas.

      Esconder a Hagu-tan vai ser o problema. Em Fresh! a bebê parecia um bicho de pelúcia, então dava para dar um jeito, assim como em Maho Girls!, que era uma fadinha, quase microscópica. Doki Doki! foi mais drástico e a bebê fez lavagem cerebral nos pais da Mana, fazendo-os pensar que era filha deles. Por essa ilustração do final, acho que elas vão ter uma base secreta, onde poderão deixar a Hagu-tan e é aí que o Harry entra como a ama-seca para segurar a barra quando elas forem para a escola.

      Não sei como vai ser, mas com Junichi Sato no time já dá para ter confiança. É a primeira vez que ele participa da franquia e quero ver como vai usar sua experiência. Vai ser bem curioso, pelo menos.

      Excluir
  2. Fala, Usys!

    Minha filha de 10 anos ficou alucinada quando viu sua matéria. Ela leu tudo e está ansiosa pra ver essa série. Bom, já avisei que pode demorar um bom tempo.

    Eu achei muito interessante o tema ser sobre maternidade. O Japão está com nascimentos em níveis preocupantes para sua continuidade como nação a longo prazo. Um dos motivos é que as mulheres japonesas não querem mais o papel de dona de casa, de cuidar de filhos. Também tenho lido histórias tristes sobre abandono infantil e maus tratos de pais no Japão. O conceito de família lá tem se deteriorado rapidamente. Por isso, achei muito legal que essa série vá valorizar o ato de cuidar de uma criança. Talvez seja uma influência positiva às novas gerações. Ao menos assim espero.

    E como conservador que sou, também devo dizer que fiquei muito contente com o papel do personagem Reito Igaguri/Ultraman Zero na série do Ultraman Geed. Ele lutava pensando no futuro de sua família, e tinha um sentimento de proteção em relação à esposa e à filha. Coisas assim, feitas com o coração e sem discurso panfletário têm um efeito muito positivo. E é legal que ainda existam criadores de entretenimento que defendam valores positivos, mas sem hipocrisia.

    Falou! Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Nagado!

      As séries Precure têm mostrado papéis tipicamente femininos adaptados aos tempos atuais. Por exemplo, em Go! Princess, as princesas não são indefesas e nem esperam pelo príncipe. Elas até chegam a recusar ajuda dele, mesmo esse sendo o caminho mais fácil (embora ele tenha participação ativa e crucial em algumas ocasiões). E essa escolha de recusar foi a mais correta, para se conquistar algo com sua própria força.

      Não sei como vai ser com "Maternidade" nesse caso. Uma das propostas é a de retratar a "mãe de agora", que tem que se dividir entre os afazeres domésticos e o trabalho (nesse caso, combater os vilões) e creio que essa vai ser a pegada. A presença de um "Ikumen" reforça essa teoria.

      Mesmo assim, já houve outros casos em que as Cures tinham que cuidar de uma criança. E adoravam fazer isso, mesmo com as dificuldades inerentes que eram mostradas (em Doki Doki! tem um episódio muito bom nesse sentido). Mas deixavam a bebê segura com alguém que servia de apoio e saiam para lutar para protegê-la.

      As séries Precure são muito boas nessa de passar valores positivos, com exemplos ao invés de apenas palavras. De uma forma integrada à história. Assim é muito mais agradável e natural. E esse é um dos atrativos dessa franquia.

      Excluir