sábado, 12 de abril de 2014

侵略!イカ娘 - Invasão! A Garota Lula



侵略!イカ娘 (Shinryaku! Ika Musume, algo como "Invasão! A Garota Lula") é um desenho baseado nas histórias em quadrinhos de Masahiro Anbe e conta as aventuras (desventuras?) da Garota Lula (a Ika Musume/Squid Girl do título), exibido às madrugadas no Japão em 2010. Houve uma segunda temporada em 2011 e mais dois episódios especiais em DVD em 2012 e 2013 que vinham junto de dois volumes da versão em quadrinhos.


A Garota Lula vem à superfície para invadir o mundo dos humanos em represália à poluição do mar causada por eles, e escolhe o restaurante a beira da praia Lemon como base para seu grande projeto. Mas ao tentar dar cabo de um mosquito, ela acidentalmente quebra uma parede do restaurante e acaba sendo forçada a trabalhar para pagar o conserto.

O desenho é bem leve e o tom é de comédia. Mas tem vários momentos comoventes, que lembram os trabalhos do Studio Ghibli. Também é indicado para quem quer conhecer um pouco a cultura japonesa, pois em muitos momentos a Garota Lula aprende sobre os costumes do povo da superfície (nesse caso os japoneses) com seus "tutores", a família Aizawa. E com o tempo, a Garota Lula conquista os corações das pessoas ao seu redor. Ou seja, a invasão tem sucesso.

As personagens abaixo:

Ika Musume/Squid Girl/Garota Lula (Hisako Kanemoto)
Vem do fundo do mar para invadir o mundo da superfície. Possui tentáculos fortes, velozes e precisos e que poderiam ser uma boa arma para cumprir seu intento. O problema é que a Garota Lula não passa de uma garotinha pretensiosa, que se faz de má, mas que na verdade é uma boa menina e não gosta de ficar sozinha. Adora comer camarão e tem medo de orcas e tubarões. Tem uma estranha facilidade em aprender línguas e em resolver complexos problemas de matemática.
Ela tem um jeito peculiar de falar, terminando as frases com -de Geso ("Geso" seria a perna da lula em japonês) ou -ika ("lula"), além de usar trocadilhos com palavras relacionadas com lulas. Isso seria intraduzível, mas na versão em inglês são usados vários trocadilhos como ink ("tinta") no lugar de think ("pensar", "achar") e a palavra squid ("lula") em vários neologismos como squiddly (algo como "lulamente") ou What the squid! ("Que lulas").

Eiko Aizawa (Ayumi Fujimura)
A segunda irmã da família Aizawa, que cuida do restaurante Lemon junto com sua irmã, Chizuru, exercendo a função de garçonete. Vive às turras com a Garota Lula, mas na verdade as duas se gostam muito. Também é a Eiko quem ensina as coisas para a Garota Lula e dá uns "corretivos" quando ela passa dos limites.
Eiko é fanática por video games a ponto de dizer que eles são sua vida e joga várias vezes junto com a Garota Lula. Por outro lado, ela não é muito boa com estudos e se sente humilhada quando a Garota Lula consegue superá-la nesse quesito.



Chizuru Aizawa (Rie Tanaka)
A irmã mais velha da família Aizawa, que cuida da cozinha do restaurante. Parece ser boazinha e meio desligada, mas na verdade é incrivelmente mal-intencionada. Especialista em vários tipos de artes de combate, é um terror quando enfurecida. Nessa hora, ela consegue se mover na velocidade da luz e suas mãos cortam como se fossem lâminas afiadas. Normalmente ela fica de olhos fechados, mas quando os abre, tudo ao seu redor morre.
Mesmo assim, ela tem um lado bondoso, fazendo papel de mãe para seus irmãos.







Além das irmãs Aizawa, há o caçula da família, Takeru (Miki Ôtani), que é um bom amigo da Garota Lula e é o personagem mais "normal" de todos, embora seja estranhamente maduro mentalmente apesar da idade.

Sanae Nagatsuki (Kanae Ito)
Colega de classe e amiga de Eiko, ela é apaixonada pela Garota Lula e a persegue a toda hora. Adora tirar fotos e filmar vídeos. Em sua primeira aparição, Sanae fez a Garota Lula vestir vários tipos de fantasias enquanto ela tirava fotos. De acordo com a Eiko, isso não é amor, mas sim perversão. É uma das personagens mais divertidas do desenho.
Aparentemente ela vem de uma família rica, pois conta com vários recursos tecnológicos. Ela também tem um cachorro chamado Alex, que briga constantemente com a Garota Lula.



Cindy Campbell (Hitomi Nabatame)
Americana do Instituto de Pesquisas de Seres Alienígenas dos EUA. Veio investigar a praia, acreditando que a Garota Lula era uma extraterrestre e desde então a persegue por todos os cantos. É vista como rival pela Sanae, mas quando necessário as duas unem forças. Não parece, mas Cindy é uma cientista formada pelo Instituto de Tecnologia de Massachusetts. Ela também tem uma base secreta onde trabalha com três cientistas malucos: Harris, Clark e Martin, apelidados de "Os Três Patetas".

Nagisa Saito (Adzusa Kataoka)
Garota surfista que veio trabalhar no restaurante Lemon, que tem um medo paranóico da Garota Lula e a vê como uma ameaça. Nagisa constantemente imagina a Garota Lula fazendo lavagem cerebral em todos ao seu redor ou executando algum plano para a dominação da superfície. Por essa razão, Nagisa é altamente estimada pela Garota Lula, por ser a única que a leva a sério.








Nise Ika Musume/Fake Squid Girl/Falsa Garota Lula (Ayako Kawasumi)
Nome verdadeiro: Ayumi Tokita. Filha do dono do restaurante a beira do mar Minamikaze, que fica em uma cidade vizinha. Seu pai, metido a inventor, ouviu falar da Garota Lula e para aumentar as vendas do restaurante construiu uma máscara baseada nela com vários aparatos embutidos, que é usada por Ayumi. Por baixo da máscara, Ayumi é uma garota muito bonita, com um corpo perfeito, só que é tímida demais para falar com as pessoas. Mas ela consegue conversar normalmente com seres inumanos e isso inclui a Garota Lula.







O clima do desenho é bem nostálgico, mostrando as crianças brincando na rua ou na praia. A sensação é de se estar em uma aconchegante e pequena cidade à beira do mar, longe dos ruídos e da poluição das capitais. O teor das estórias lembra muito o de desenhos mais antigos, dos anos 1980 e 1990 e o visual dos personagens é bem simples, mas a animação é de alto nível, usando técnicas modernas.

Falando em desenhos mais antigos, Kasumi e Nabiki Tendo de Ranma 1/2 aparecem como personagens de cenário em um episódio. Isso provavelmente é uma referência à semelhança entre essas duas personagens e as irmãs Aizawa.

Cada episódio na verdade é feito a partir de dois ou até três capítulos da versão original em quadrinhos, mas a junção é tão bem feita que parece que o episódio era único desde o início. Isso se deve à habilidade da roteirista, Michiko Yokote.

Quem espera por algo mais complexo pode não gostar muito, mas Ika Musume é um desenho leve e ideal para se ver depois de um dia estressante de trabalho/estudo. Também é bom para a gente se lembrar das coisas boas da vida (embora tenha discretas pitadas de veneno, graças ao diretor Tsutomu Mizushima). Este é um desenho animado que poderia ter sido exibido em horários diurnos, para todas as idades, mas por alguma razão passou de madrugada, entre outros programas mais voltados ao público adulto.

O desenho está disponível no site Crunchyroll, com legendas em português em suas duas temporadas, assim como os dois episódios lançados em DVD. E este ano deve ser lançado mais um capítulo especial, desta vez em Blu-Ray.





Curiosidade: muitas vezes a Garota Lula e Eiko são mostradas jogando com um Mega Drive e até os jogos que aparecem na tela são clássicos da Sega como Golden Axe e Bare Knuckle (Streets of Rage). Me faz lembrar o JJ de Zillion jogando com um Master System. A diferença é que Ika Musume não é patrocinada pela Sega.
Nos especiais em DVD é mostrado que elas também têm um Super Famicom, mas acabam quebrando por acidente. No encerramento elas jogam com um Sega Saturn.

Nenhum comentário:

Postar um comentário